O dia era para ser de comemoração, mas terminou na insatisfação de inúmeras mulheres empresárias que compareceram à Assembleia Legislativa do Maranhão (ALEMA) na última quarta-feira (14) para acompanhar a votação do Projeto de Lei nº 036/2018, de autoria da  deputada Graça Paz (PSL), que define o dia 3 de novembro como Dia da Mulher Empreendedora Maranhense. Por falta de quórum, o PL não pode ser apreciado e votado.

O Projeto foi idealizado pela Associação de Mulheres Empreendedoras do Maranhão (AME) que tem atuado no estado através da mobilização de mulheres para o fortalecimento de seus negócios e aumento da presença feminina na classe de geradoras de emprego e renda do Maranhão.

O ICE-MA compareceu à votação através de sua Gestora, Uildinôra Salgado, que também integra a AME.

O trabalho da AME é importante e necessário, pois acompanha o cenário nacional: empreendedorismo feminino é o que mais cresce; segundo o SEBRAE, o número de mulheres empresárias cresceu 34% em 2016; no Maranhão, elas já são mais de 250 mil empreendedoras.

Por isso, a criação do Dia da Mulher Empreendedora Maranhense, além do reconhecimento ao esforço das mulheres, representa uma força a mais na sensibilização e motivação das empreendedoras.

A votação do Projeto de Lei foi adiada. Em seu discurso, a deputada Graça Paz cobrou dos parlamentarem a votação da matéria ainda este mês:

“Eu peço a esta Casa mais uma vez para que essas mulheres sejam homenageadas neste mês de março e que este projeto de lei se torne lei ainda neste mês. Eu acho que é uma homenagem singela a essas mulheres empreendedoras”, enfatizou.