O ICE-MA, desde 2008, integra a Rede Cidades por Territórios Justos, Democráticos e Sustentáveis, que tem dentre suas iniciativas o Programa Cidades Sustentáveis (PCS). O PCS tem como objetivo disponibilizar às cidades brasileiras um conjunto de ações, modelos de boas práticas e uma plataforma de Indicadores Sociais que corroboram para a tomada de decisão do poder público de forma mais assertiva e eficaz, permitindo que políticas públicas mais urgentes sejam priorizadas e tenham resultados mais efetivos.

Em 2015, no Encontro da Rede Cidades realizado em São Luís, foi lançado o Guia Gestão Pública Sustentável Adaptado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, trazendo orientações para gestores públicos pensarem o desenvolvimento urbano local integrado aos ODS. Tal feito marcava o início de uma nova fase na atuação da Rede e do PCS, que passaram a integrar a agenda mundial dos ODS, fomentados pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O PCS é uma das grandes articulações nacionais, ao lado de iniciativas como o “Movimento Nacional ODS Nós Podemos”, “Agenda 2030” e “Estratégia ODS”.

Mas para mudar o mundo é preciso que primeiro a gente mude a nossa casa.

Pensando nisso, nós do ICE-MA decidimos eleger três Objetivos para atuarmos diretamente através de nossos Programas e Projetos: ODS 4: Educação de Qualidade; ODS 10: Redução das Desigualdades; ODS 11: Cidades e Comunidades Sustentáveis.

Além disso, adoamos um lema, que é “Promovemos a Responsabilidade Social unindo empresas para desenvolver um Maranhão mais justo, próspero e sustentável“, onde colocamos nossa principal expertise – a Responsabilidade Social Empresarial – como força motriz para transformarmos o nosso estado em um lugar de qualidade e melhor para viver.

Hoje, nossos focos de atuação são:

  • Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social de São Luís (COMDES);
  • Conselho Consultivo de Relações Comunitárias da Alumar;
  • Rede Primeira Infância (REPI);
  • Projeto MobCidades;
  • Projeto Judô São Mateus do Amanhã;
  • Observatório Social de São Luís;
  • Rede Cidades;
  • Programa Cidades Sustentáveis
  • Rede Coroado de Natal.

Usando essa estratégia, esperamos poder deixar nossa parcela de contribuição para retirada do Maranhão dos piores rankings de desenvolvimento humano, violência e desigualdades.